Seja bem vindo.


Esse é o mundo da garota que fala de si na terceira pessoa. O motivo disso? Bom, ela não sabe ao certo. Talvez por que ela se sinta mais a vontade de falar dos próprios sentimentos como se não fossem dela, talvez ela só ache mais fácil de "se entender" desse jeito... Ou talvez, seja só uma mania mesmo. Ela tem um jeito todo diferente de ver o mundo, mas às vezes, ela é simplismente como todo mundo. Contradições? Ah, sua mente é repleta delas... Afinal, que adolescente não tem? Ela já viveu intensamente, já embarcou em histórias das mais incríveis, subiu em árvores e fez machucados daqueles que saram com um beijo e chocolate. Mas também, já sofreu decepções feias, daquelas que a fizeram quase desistir, mas alguma coisa dizia pra ela "vai, continue, você tem que ir, você ainda não encontrou". E a curiosidade de saber o que ela tinha de encontrar, a fazia dar tempo ao tempo e levantar a cabeça, pra continuar. E um dia, a garota que fala de si em terceira pessoa encontrou o que tanto a fez correr. Ele veio assim aos poucos, querendo não querer. Ela, aspirante à jornalista, aluna do médio. Ele, universitário, quase filósofo. Em comum, decepções, desejo de ser feliz e de confiar, vontade de amar, vontade de ficar junto e não soltar. Numa epifânia, ela percebeu o motivo que a fazia ir em frente, ela percebeu que sempre soube que ele ia chegar, que um dia ela ia conhecer aquele que daria sentido a tudo que já havia acontecido à ela. E esse dia chegou.

"E todo mundo diz que ele completa ela e vice-versa, que nem feijão com arroz"*



* trecho de Eduardo e Mônica, música de Legião Urbana

2 pitaco(s):

André Silva., disse... [Responder comentário]

Obrigado, ainda espero ficar muito tempo por aqui, digamos que, para sempre!

Eu te amo, morena! <3

onourcloset disse... [Responder comentário]

é bom saber que o amor já deu certo para alguém.
torço por vocês.

gabi ;*

Postar um comentário

Fale o que pensa, comentários são bem vindos, educação também :)